Quarta-Feira, 14 de Abril de 2021

Frota de veículos em cidades de Mato Grosso cresce 114% nos ultimos 10 anos




COMPARTILHE

A frota de veículos em Mato Grosso cresceu cerca de 114% nos últimos 10 anos. Em 2010, o Estado contava com 1,047 milhão de veículos e terminou o ano de 2020 com cerca de 2,249 milhões. Os dados são do setor de Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (Renaest) do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT).

De acordo com o líder da equipe do Renaest, Walber Desto, o estudo leva em consideração a entrada e saída de veículos do sistema de registro de Mato Grosso, excluindo desse total os veículos transferidos para outro estado e também os baixados por motivos diversos. “Ou seja, é um levantamento que representa o retrato da frota da última década no Estado”, falou.

Walber acredita que a redução nas taxas de juros e melhores condições para financiamento de veículo, não somente em Mato Grosso mas em todo País, impactaram diretamente no maior consumo de bens automotores nos últimos 10 anos.  A frota total de veículos no Estado em 2010 era representada por 35% de automóveis, 33% motocicleta, 10% motoneta, 9% caminhonete e 4% de caminhão.  

Dez anos depois, em 2020, os automóveis continuaram representando 35% do total da frota do Estado seguidos de 28% de motocicleta, 10,90% de motoneta, 10,90% de caminhonete e 3,48% de caminhão. “As facilidades para aquisição de veículos ajudam na comodidade de locomoção dos cidadãos, mas, o aumento da frota também impacta diretamente na qualidade de vida desse cidadão, pois aumentam os congestionamentos, a emissão de gases poluentes e os acidentes”, observou Walber.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias