Quarta-Feira, 14 de Abril de 2021

Estudos mostram que sintomas de Covid-19 podem mascarar doenças ainda mais mortais




COMPARTILHE

Perto de alcançar a marca de 2,5 milhões de mortes pela Covid-19, a pandemia não dá sinais de que está perto do fim. Com 250 mil óbitos, o Brasil é o segundo país com maior número de mortes, atrás apenas do Estados Unidos – que alcançou mais de 500 mil. Entre tantos casos que entram e saem dos hospitais com sintomas semelhantes, um deles chama a atenção e levanta um importante alerta: a morte da estudante paranaense Ellen da Rocha Posselt, de 17 anos.

A jovem faleceu vítima de meningite bacteriana, uma semana depois de apresentar os primeiros sintomas. Segundo os familiares, inicialmente, os médicos trataram a doença como Covid-19. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a taxa de mortalidade da meningite, caso a doença não seja tratada corretamente, é de 70 a 90% dos casos.

De acordo com o infectologista e professor do curso de Medicina da Universidade Positivo, Marcelo Ducroquet, alguns sintomas da meningite e da Covid-19 são similares. “Na fase inicial, as duas doenças têm sintomas iguais, como febre e mal-estar. Depois, pacientes com Covid-19 apresentam problemas respiratórios, como tosse e falta de ar. Já a meningite faz o paciente ter sonolência, dores de cabeça e confusão mental – o que é incomum em pacientes com coronavírus”, explica.

Segundo Ducroquet, é possível confundir a Covid-19 com outras doenças, como dengue, pneumonia e pielonefrite – infecção nos rins. “O mesmo aconteceu em 2009, na pandemia de H1N1. Por isso, nesse período, não podemos deixar de pensar em outros diagnósticos. Nem todos os pacientes com febre estarão com coronavírus, portanto, os médicos precisam ficar atentos a outros cenários”, alerta.

SOBRE A UNIVERSIDADE POSITIVO -- A Universidade Positivo é referência em ensino superior entre as IES do estado do Paraná e uma marca de reconhecimento nacional. Com salas de aula modernas, laboratórios com tecnologia de ponta, mais de 400 mil m² de área verde no câmpus sede, a Universidade Positivo é reconhecida pela experiência educacional de mais de três décadas.

A instituição conta com três unidades em Curitiba (PR), uma em Londrina (PR), uma em Ponta Grossa (PR) e mais de 70 polos de EAD no Brasil. Atualmente, oferece mais de 60 cursos de Graduação, centenas de programas de especialização e MBA, sete programas de mestrado e doutorado, além de cursos de educação continuada, programas de extensão e parcerias internacionais para intercâmbios, cursos e visitas.

Além disso, tem sete clínicas de atendimento gratuito à comunidade, que totalizam mais de 3.500m². Em 2019, a Universidade Positivo foi classificada entre as 100 instituições mais bem colocadas no ranking mundial de sustentabilidade da UI GreenMetric. Desde março de 2020 integra o Grupo Cruzeiro do Sul Educacional. Mais informações em www.universidade.up.edu.br  


Autor: AMZ Noticias com Central Press


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias