Sábado, 17 de Abril de 2021

Alta no preço dos produtos faz paraenses pagarem mais caro pela alimentação durante a pandemia




COMPARTILHE

A pandemia trouxe impactos para toda a economia, incluindo a alimentação dos paraenses. Em um ano, o preço dos produtos básicos alcançou alta de quase 22%, contra uma inflação de 6,22%, segundo pesquisas do Dieese Pará.

De acordo com os estudos, neste primeiro ano de pandemia, a alta da cesta básica foi recorde e a tendência ainda é de novos aumentos nos preços dos alimentos para os próximos meses.

Entre março de 2020 e fevereiro de 2021, a maioria dos produtos teve altas de preços acumuladas, com destaque para o óleo de cozinha (soja), com alta acumulada no período de 101,15; seguido do arroz, com reajuste acumulado de 77%; feijão, com alta de 43,41%; carne bovina, com alta de 36,13% e do leite com alta de 29,27%.

 


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias