Sábado, 17 de Abril de 2021

Líderes religiosos paraenses se unem para incentivar a população a se vacinar contra a Covid 19 no estado




COMPARTILHE

Diversos lideres religiosos paraenses de vários credos, afinam um discurso para incentivar a vacinação contra a COVID 19, tal fato ocorre porque desde o início das pesquisas para o desenvolvimento da vacina contra a covid-19, muitas dúvidas pairaram sobre possíveis efeitos colaterais, a maioria delas disseminadas pelas redes sociais por meio de notícias falsas.

Outras possíveis consequências, no plano espiritual, deixaram diversos homens e mulheres de fé ressabiados quanto à possibilidade de se vacinar. Segundo o pastor Philipe Câmara, líder da Assembleia de Deus em Belém, esse medo está cada vez menor na comunidade evangélica. Ele conta que a igreja faz questão de, em todos os cultos, incentivar a vacinação para os fiéis.

"O cenário mudou muito agora, vejo cada vez menos pessoas duvidando da vacina. Vacina e pandemia não são coisas novas, a diferença desta pandemia é que temos muita mídia e informação e podemos acompanhar tudo. Já vencemos outras e vamos vencer essa também, com ajuda da vacina", afirma ele.

Para fortalecer a missão, Câmara relata que além dos cultos e aconselhamentos virtuais, diversos membros célebres da igreja tiveram as vacinações registradas nas redes sociais, um de cada idade. "Nós entendemos que a vacina é um presente de Deus. Quem criou o homem? Deus. Quem deu capacidade e sabedoria? Deus. Quem criou os elementos químicos? Deus. A ciência não é contraditória com a fé, ela é convergente a fé", avalia.

O rabino Jacob Serruya lembra que a Torá, a bíblia judaica, é bem clara ao afirmar que os seres humanos devem fazer tudo pela vida. "A sabedoria é um recurso criado para o bem e que ajudou o homem a criar a vacina, a partir de muitos testes de eficácia. Temos a obrigação de nos vacinar. Seria um pecado, do ponto de vista judaico, você se recusar a se proteger", entende ele.

Além de tomar a vacina, Serruya acredita que este momento atual da humanidade é de muita reflexão e aproximação com Deus. "Devemos ter fé em Deus, mesmo não entendendo, enquanto humanos, os motivos e caminhos divinos. Tenho certeza que há aprendizados muito grandes que iremos descobrir nisto tudo. Uma coisa é certa: a vacina é criação de Deus, uma dádiva", afirma.

O vigário paroquial da Igreja da Santíssima Trindade, Jaime Pereira, já tomou as duas doses da vacina contra a covid-19, pois está com 82 anos. Ele conta que não teve nenhuma reação adversa aos imunizantes. "Me sinto, agora, muito mais tranquilo e seguro. claro, não podemos nos descuidar. vamos manter a prevenção contra essa doença terrível, com máscaras e distanciamento, na certeza de que tudo isso vai passar, com certeza. Eu aconselho aos mais jovens que, quando chegar o momento oportuno, que tomem a vacina e não ir atrás dessas conversas de outras pessoas negativas, pois a vacina será a solução para este sofrimento que estamos passando agora. é a esperança de resolver essa calamidade", alerta o cônego.

Também já vacinada, a mãe de santo Oneide Rodrigues Nangêtú conta estar animada com a possibilidade de dias melhores graças à imunização contra a covid-19. Ela torce também para que achem rapidamente uma vacina para os adolescentes e para que as pessoas que estão com medo de se vacinar mudem de ideia.

"Quando alguém vem com essa história de não tomar vacina já alerto que a pessoa está desprovida de amor por si mesma e pela própria família. Basta um vir da rua com o vírus para contaminar toda a casa. Dou graças aos orixás e a Deus que existe a ciência, que foi abençoada por Deus na hora de conceber a cura para o coronavírus", comemora.

O médico egipício Moustaf Assem é muçulmano e vive em Belém desde 2018. Apesar da saudade das orações coletivas de sexta-feira, sagradas para o islã, ele tem respeitado as medidas de isolamento social e quer que todos se vacinem logo.

"O islã é uma religião da ciência, da pesquisa, que busca a sabedoria. A primeira palavra do Alcorão versa justamente sobre isso. O profeta Maomé também nos lembra que cada doença tem uma cura, menos velhice. Se ainda não está descoberta a cura de uma doença, um dia irão descobrir. E descobriram a cura da covid-19. Tudo o que traz benefício humano é lícito no islã", diz.

Paulo Rabelo, da União Espírita Paraense, lembra que o espiritismo é uma doutrina que preserva a fé raciocinada, portanto, dotada de racionalidade e pregada por Allan Kardec e outros símbolos do espiritismo. "O cenário da pandemia impulsiona o progresso da ciência, pois foi um esforço concentrado de cientistas do mundo inteiro que trabalharam em tempo recorde. Se vacinar é um respeito a este esforço", entende Rabelo.

Segundo ele, a pandemia convida a todos, cristão, espíritas e ateus, a exercitar a solidariedade, já que só é possível conter o avanço pandêmico a partir de uma vacinação ampla. "A ciência humana revela leis divinas e os cientistas estão neste momento intuídos e inspirados por essas potências angélicas do universo, que ampara os aflitos e acolhem os desencarnados. Precisamos fortalecer esta convicção de que tudo isso irá passar e confiar em Jesus". 

CONFIRA O VÍDEO: HTTPS://YOUTU.BE/K6R1D_OY4TY


Autor: AMZ Noticias com O Liberal


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias