Quarta-Feira, 21 de Abril de 2021

Equipes do DNIT realizam obras de reparo e manutenção em trechos da BR158 na região Norte Araguaia




COMPARTILHE

Utilizando maquinários pesados, as equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) avançaram na execução das obras de manutenção no trecho não pavimentado da BR-158, em Mato Grosso. Os serviços melhoraram a trafegabilidade do trecho de 130 quilômetros de extensão, em traçado provisório, uma vez que a implantação definitiva da rodovia passará a contornar a Terra Indígena Marãiwatsédé.

Os pontos críticos com atoleiros foram eliminados, em razão dos serviços de manutenção. Dessa forma, os caminhões e carretas trafegam normalmente e sem formar filas. As obras já garantiram maior trafegabilidade aos usuários e continuarão sendo executadas ao longo do ano, reduzindo o impacto causado pelas chuvas no trecho.

As equipes do DNIT estão mobilizadas na BR-158/MT e atuando 24h por dia no encascalhamento, colocação de pedras rachão, melhoria dos acessos às pontes, patrolamento e recuperação completa da estrada, especialmente nos trechos prioritários, seguindo o planejamento elaborado em visitas técnicas do Departamento.

As ações emergenciais da Autarquia combateram os efeitos das fortes chuvas que atingiram a região no início do ano e que degradaram o pavimento. Para dar maior celeridade às ações de recuperação, foram abertas cinco frentes de trabalho. A partir dos serviços realizados, a rodovia encontra-se com o tráfego de carros, ônibus e caminhões totalmente normalizado, sem pontos de acumulação de água.

As equipes continuarão atuando no trecho, assegurando maior conforto e segurança aos usuários que trafegam pela região do Araguaia. Atualmente cerca de 2 mil carretas circulam diariamente pelo trecho - único segmento não pavimentado da BR-158/MT.

Contorno - O governo federal trabalha para a construção de um novo traçado da BR-158/MT, contornando a área que foi reconhecida como Terra dos Xavantes em 2004. O novo contorno prevê dois lotes de obras de pavimentação. O Lote A da rodovia já foi licitado, contemplando o projeto e a obra. O trecho vai do km 201,2 da BR-158/MT (região do Posto Luisinho) ao km 93,99, interseção com Alto Boa Vista na BR-242/MT.

O Lote B do contorno já está em etapa de estudo avançada, o que possibilitará posterior licitação de projeto e obra. O trecho vai do km 93,99 ao km 330,6. As obras de pavimentação dos dois segmentos do contorno dependerão de aporte orçamentário, contando com a priorização do Ministério da Infraestrutura e com o apoio da Bancada do Mato Grosso no Congresso Nacional.

Trecho pavimentado - O DNIT também atua realizando serviços em trechos pavimentados da BR-158/MT. Em um dos segmentos, próximo à Barra do Garças, as equipes da Autarquia executam serviços de recuperação do pavimento. Além disso, realizam a roçada e retiram a vegetação das margens da rodovia, melhorando a visibilidade das placas de sinalização, considerada um corredor logístico por escoar parte da produção do agronegócio.

BR-242/MT - Os profissionais das equipes do DNIT também atuam na manutenção e conservação da BR-242/MT que dá acesso ao município de São Felix do Araguaia. A rodovia encontra-se com boas condições de trafegabilidade que asseguram maior segurança aos usuários que trafegam pela via.

Malha federal - Dentro de Mato Grosso, o DNIT tem como missão cuidar da manutenção de 4,2 mil quilômetros de patrimônio público de malha federal (BR-070/MT, BR-158/MT, BR-163/MT, BR-174/MT, BR-242/MT e BR-364/MT). As ações de manutenção são necessárias para que as estradas suportem, especialmente, o grande volume de chuvas que atingiu o Estado neste início de 2021.


Autor: AMZ Noticias com Assessoria


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias