Domingo, 19 de Setembro de 2021

Mais de uma tonelada de carne imprópria para consumo é apreendida em Porto Alegre do Norte




COMPARTILHE

Aproximadamente uma tonelada e meia de produtos de origem animal, como carnes suínas e bovinas em estado de decomposição, foram apreendidos em fiscalização conjunta entre a Polícia Judiciária Civil e a Vigilância Sanitária no município de Porto Alegre do Norte, na quinta-feira (25).

Na lista de material apreendido estão carnes decompostas, sem nota de origem, frangos sem a embalagem própria para armazenamento, linguiças de produção caseira em estado de decomposição, presença de grande quantidade de moscas e varejeiras, além de leites, queijos, toicinho impróprios para o consumo.

O laudo da Vigilância Sanitária apontou que a carne apreendida seria de abate clandestino. O proprietário não apresentou documento de origem da matéria prima e apresentava restos de folhas, terra e com temperatura acima de 34 graus impróprios para o consumo humano.

O delegado da Polícia Civil de Porto Alegre do Norte, Marcello Maidame, explica que a proprietária do estabelecimento comercial foi autuada em flagrante pelo crime de comercialização de mercadorias impróprias para consumo. O estabelecimento foi proibido de comercializar carnes e derivados até nova deliberação judicial.

Ainda conforme o delegado, o trabalho de fiscalização conjunta nos açougues de Porto Alegre do Norte será constante, de modo a fazer com que os estabelecimentos da região se adaptem às normas da vigilância sanitária.

As carnes e materiais irregulares encontrados no estabelecimento foram apreendidos e incinerados.


Autor: AMZ Noticias com Assessoria


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias