Sexta-Feira, 30 de Julho de 2021

Setor de serviços em Mato Grosso registra bom desempenho e se destaca no ranking nacional




COMPARTILHE

Em janeiro de 2019, o setor de serviços em Mato Grosso registrou o melhor desempenho do país, liderando o grupo de 14 – dos 27 estados pesquisados – que abriram o ano com alta na demanda por serviços no setor. Na comparação entre dezembro do ano passado, o volume de serviços cresceu 9,9%, anulando o saldo daquele mês, cuja retração havia sido de 9,4%.

De acordo com dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), do IBGE, o setor de serviços no Estado cresceu em volume de serviços – demanda – 9,9%, como também em receita, 8,9%. Na comparação com janeiro de 2018, análise anual, Mato Grosso tem o quinto maior índice do período, com resultado positivo de 3,7%.

A performance no Estado está na contramão do apurado pelo IBGE na média nacional. Em janeiro de 2019, o setor teve variação negativa de 0,3% frente a dezembro de 2018. Regionalmente, 14 das 27 unidades da federação assinalaram retração no volume dos serviços em janeiro de 2019, na comparação com o mês imediatamente anterior.

O ano, começou mal para o setor industrial que registrou em janeiro o pior resultado do país: queda de 9,2% em relação à janeiro de 2018 e de -5,4% em relação à dezembro de 2018. Já o comércio fechou janeiro com alta no volume de vendas de 5,6% ante dezembro e de 7,6% em relação à janeiro do ano passado. Entre os locais com resultados negativos nesse mês, destaca-se na PMS São Paulo (-0,5%), que devolveu pequena parte do ganho de 2,8% verificado entre agosto e dezembro de 2018.

Em contrapartida, as principais contribuições positivas regionais vieram do Rio de Janeiro (1,8%), Mato Grosso (9,9%), Ceará (8,1%) e Bahia (3,7%), com o primeiro registrando a segunda taxa positiva seguida, período em que acumulou ganho de 5,8%, o segundo recuperando a forte retração observada em dezembro último (-9,4%), o terceiro recobrando integralmente a perda acumulada de 6,6% entre novembro e dezembro e o último recuperando parcialmente a queda de 5,1% acumulada entre setembro e dezembro de 2018.

Na comparação com igual mês do ano anterior, o avanço do volume de serviços no Brasil (2,1%) foi acompanhado por 16 das 27 unidades da federação. A principal contribuição positiva ficou com São Paulo (4,7%), com três dos cinco setores pesquisados mostrando avanço no volume de serviços, com destaque para os ganhos observados em serviços de informação e comunicação (10,9%), seguido pelos serviços prestados às famílias (13,7%) e outros serviços (7,4%).

Por outro lado, a influência negativa mais importante para a formação do índice global veio do Rio de Janeiro (-2,1%), que apontou retração em duas das cinco atividades investigadas, com destaque absoluto para as perdas dos serviços de informação e comunicação (-12,0%). Outros impactos negativos relevantes vieram do Ceará (-6,8%) e da Bahia (-3,0%).


Autor: AMZ Noticias com Diário de Cuiabá


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias