Domingo, 13 de Junho de 2021

Belo Monte se torna a maior hidrelétrica do Brasil após inauguração da 18ª unidade de geração




COMPARTILHE

O acionamento da 18ª Unidade Geradora da casa de força principal da Usina Hidrelétrica de Melo Monte, que assegura a geração de 11.233,1 megawatts de energia, atingindo a capacidade instalada, marcou nesta última quarta-feira (27) a inauguração oficial da maior hidrelétrica 100% brasileira, localizada na volta grande do Rio Xingu, município de Vitória do Xingu, no oeste paraense.

A solenidade oficial foi realizada na casa de força da Usina, com as presenças do presidente da República, Jair Bolsonaro; do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque; do governador do Pará, Helder Barbalho; do vice-governador, Lúcio Vale; além de outras autoridades do Estado e do presidente da Norte Energia, consórcio responsável pela construção do empreendimento, Paulo Roberto Ribeiro.

O governador do Pará ressaltou a importância da hidrelétrica para o desenvolvimento econômico da região, e destacou pontos importantes na discussão sobre a energia elétrica produzida no Estado e o alto custo da energia para os paraenses.

“O Brasil precisa discutir. Um estado que produz energia, que alimenta o Brasil, mas o mesmo Estado que tem Belo Monte e Tucuruí, as duas maiores (hidrelétricas) do País, que produz energia e exporta, hoje é a terceira conta de energia mais cara do Brasil, fazendo com que o povo paraense sofra”, ressaltou Helder Barbalho.

Desafio - O ministro Bento Albuquerque disse que, a partir do funcionamento da última turbina de Belo Monte, inicia-se o maior desafio energético brasileiro. “Foram construídas as maiores linhas de transmissão do País, conectando o Pará ao Rio de Janeiro e a Minas Gerais. A produção de energia de Belo Monte representa 7% da capacidade total da produção brasileira”, frisou o ministro.

Segundo a Norte Energia, os investimentos para a construção de Belo Monte somam R$ 42 bilhões, desde o início da obra, em 2011. Na área socioambiental, foram cerca de R$ 6,3 bilhões investidos em mais de 5 mil ações executadas nos municípios vizinhos ao empreendimento, incluindo 78 obras de educação (construção, reforma e ampliação de unidades educacionais, capacitações e doação de mobiliários) e construção e aquisição de equipamentos para 31 unidades Básicas de Saúde (UBSs), além de três novos hospitais para ampliar o atendimento à população do entorno da Usina.

Ainda segundo a Norte Energia, todas as ações estão relacionadas ao Projeto Básico Ambiental (PBA), atrelado à implantação do empreendimento. O documento é composto por 117 programas e projetos voltados ao desenvolvimento e à melhoria da qualidade de vida nas comunidades da região, bem como à conservação do meio ambiente e à ampliação do conhecimento científico sobre a Amazônia.

Segurança - Recentemente, o Governo do Pará inaugurou o Complexo Penitenciário de Vitória do Xingu, que reforça o sistema prisional do Pará com mais 612 vagas, divididas em três unidades: uma voltada ao regime semiaberto (201 vagas); a segunda direcionada às presas (105 vagas), e a terceira aos homens (306 vagas).

O complexo penitenciário faz parte de um convênio firmado pela Norte Energia com o Governo do Pará, no valor total de R$ 125 milhões, custeados pelo consórcio.

 


Autor: AMZ Noticias com Larissa Noguchi


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias