Sábado, 19 de Junho de 2021

Levantamento de preços mostra que Mato Grosso tem a gasolina mais cara do Centro-Oeste




COMPARTILHE

Os recentes reajustes impostos pela Petrobras ao preço da gasolina nas refinarias tiveram, até o fim de novembro, pequeno impacto nos preços do combustível em todo o território nacional.

O preço médio da gasolina comum no país em novembro foi de R$ 4,583 – alta de 0,59% em relação ao valor médio de outubro (R$ 4,556), conforme levantamento da ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas.

Apesar de a alteração ter variado pouco, foi o suficiente para manter o combustível de Mato Grosso entre os mais caros do país, sendo o maior média de valor do Centro-Oeste, R$ 4,726. No outro extremo, o vizinho Mato Grosso do Sul, apresenta gasolina mais barata da região, R$ 4,328.

Entre os estados, Mato Grosso tem a sétima mais cara do mês de novembro. Conforme ranking da ValeCard, os preços médios se comportaram da seguinte maneira: Rio de Janeiro (R$ 4,975), Acre (R$ 4,94), Minas Gerais (R$ 4,841), Pará (R$ 4,817), Tocantins (R$ 4,758), Piauí (R$ 4,746) e Mato Grosso (R$ 4,726). No Centro-Oeste, a média de preços na bomba foi de R$ 4,520. Cuiabá tem o segundo maior valor entre as capitais brasileiras, R$ 4,483.

No dia 19 de novembro, em meio à valorização do dólar em relação ao real, a Petrobras elevou o preço da gasolina nas refinarias em 2,8%, depois de quase dois meses sem alterações no preço. Já no dia 27, promoveu novo reajuste, de cerca de 4%.

 

Com valor médio de R$ 4,975, o Rio de Janeiro registrou o maior preço entre os Estados. Já o menor preço foi registrado em Santa Catarina (R$ 4,188). Obtidos por meio do registro das transações realizadas em novembro com o cartão de abastecimento da própria companhia em cerca de 20 mil estabelecimentos credenciados, os dados mostram a capital com gasolina mais barata é Curitiba (R$ 4,138), e a mais cara, Rio de Janeiro (R$ 4,965).

Entre as regiões do país, o Sudeste tem a gasolina mais cara (R$ 4,675, em média). O Sul permanece sendo a região com valor do litro mais barato (R$ 4,341). Terceiro estado com a gasolina comum mais barata no país, São Paulo registra o combustível com o menor valor no Sudeste (R$ 4,252). Já o Rio de Janeiro tem o maior valor médio da região e do país (R$ 4,975).

No Sul, a gasolina comum mais cara é encontrada no Rio Grande do Sul (R$ 4,49, em média). Santa Catarina é o Estado da região – e do país – com o combustível mais barato (R$ 4,188) No Nordeste, a Paraíba apresenta o preço médio mais baixo (R$ 4,481). Já Piauí tem o valor mais alto (R$ 4,746).

No Norte, o Amapá registra o preço mais baixo da região (R$ 4,19). O valor médio mais alto da região foi verificado no Acre (R$ 4,94). Entre as capitais, Curitiba (R$ 4,138) e São Paulo (R$ 4,211) são as que apresentam preços menores. Já Rio de Janeiro (R$ 4,965) e Belém (R$ 4,901) têm os valores mais altos.

 


Autor: Redao AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias