Sábado, 08 de Maio de 2021

Procon quer saber porque redução de preços nos combustíveis não chegou aos postos do Tocantins




COMPARTILHE

O Procon Tocantins quer que o Sindicato dos Revendedores de Combustíveis do Tocantins (Sindiposto) justifique o motivo para as reduções nos preços ainda não terem sido repassadas pelos postos de combustíveis aos consumidores.

Na notificação enviada nesta quinta-feira, 26, o órgão destacou que as reduções nos preços dos combustíveis, anunciadas pela Petrobras nestes três primeiros meses do ano, chegam a 52,3% na gasolina e 32,5% no Diesel.

O superintendente do Procon Tocantins, Walter Viana, disse que foi dado o prazo de 48 horas para que o sindicato envie a documentação justificando porque redução não foi realizada na proporção anunciada pela Petrobras nos postos de combustíveis do Estado.

“Na prática estas reduções ainda não chegaram aos consumidores. Solicitamos ao Sindiposto que apresente os documentos que comprovem o motivo da não redução dos preços dos combustíveis. Também recomendamos que elas sejam repassadas integralmente aos tocantinenses”, avisou Viana.


Autor: Redao AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias