Sexta-Feira, 17 de Setembro de 2021

Pará é o segundo estado da região Norte que mais utilizou as doses de vacinas contra a covid




COMPARTILHE

O Estado do Pará é o segundo estado da região Norte que mais utilizou as doses de vacinas, contra covid-19, enviadas pelo Ministério da Saúde, proporcionalmente ao público alvo da primeira fase de vacinação. Naultima semana, o Pará registrou mais de 110 mil pessoas vacinadas, o que representa um total de 48.6% da cobertura total do público prioritário da primeira fase. A meta de vacinação deste grupo é de 225.388 pessoas.

No mapa de vacinação, o Estado do Pará é seguido pelos estados de Rondônia (29.371), Tocantins (18.048), Roraima (17.896), Acre (11.519) e Amapá (10.864) em números de pessoas vacinadas. O Pará só fica atrás do Amazonas, estado vizinho que enfrenta uma segunda onda de casos de covid-19, recebeu uma quantitativo maior de doses e já vacinou 153.581 pessoas.

Segundo informa Denilson Feitosa, diretor de vigilância em saúde, da Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa), a imprensa tem divulgado amplamente dados referentes à vacinação através do mapa da vacinação, esses dados são baseados em um cálculo levando em conta a população total do estado, porém temos que trabalhar com a população total da campanha autorizada pela Anvisa para receber a vacinação, ou seja, pessoas acima de 18 anos. Que no estado do Pará são 2.384.544 de pessoas.

"Hoje estamos configurando como o segundo estado do Norte que mais vacinou com as vacinas que já recebeu, estamos realizando uma boa execução de vacinação, porém nós ainda aparecemos neste levantamento nacional com percentual muito baixo, quando comparado com outros estados, principalmente quando esses dados são baseados em um cálculo levando em conta a população total do estado. No caso do Pará, temos um número baixo de profissionais de saúde, que é o grupo que mais recebeu vacinas até então, em relação à população total. Levando em conta a nossa população total, o norte tem menos médicos, menos enfermeiros, menos técnicos", explica o diretor

A vacinação no Pará iniciou no dia 19 de janeiro de 2021 e até o momento, o estado do Pará só recebeu vacinas referentes à vacinação do grupo prioritário da primeira fase, que são trabalhadores em saúde, indígenas aldeados, idosos que vivem em instituições de longa permanência e, mais recentemente, idosos acima de 90 anos. 

O Governo do Pará realiza a entrega das vacinas nas 13 Regionais de Saúde e em alguns municípios do estado, para garantir que todos os 144 municípios do Pará recebam as vacinas o mais rápido possível. A responsabilidade na aplicação das doses de vacina e na atualização dos dados de vacinação no sistema do Ministério da Saúde é dos municípios.

Os dados sobre vacinados no estado são divulgados pelo Vacinômetro, ferramenta digital desenvolvida pelo Governo do Estado do Pará, através da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), que permite à população acompanhar o número de pessoas que foram vacinadas contra a Covid-19 no Estado, é abastecido com dados do sistema do Ministério da Saúde (SIPNI-MS) e este sistema, por sua vez, é alimentado pelos dados de vacinação fornecidos pelas secretarias municipais de saúde. No intuito de acelerar a divulgação atualizada dos dados, a Sespa tem trabalhado fazendo contato diário com os municípios para atualização dos dados.

"Inserir os dados no sistema do Ministério da Saúde requer uma qualidade de internet satisfatória, insumos como computadores e pessoas habilitadas para fazer esta digitação. Além disso, esse sistema necessita do preenchimento de 12 campos por paciente vacinado, o que torna esse procedimento um pouco moroso. A Sespa criou um método paralelo de prestação de contas onde os município preenchem dados mais simples para que mesmo antes de ser inserido no sistema do Ministério, o governo do estado já tenha a ciência e noção de como está vacinação em cada município, a fim de planejar as próximas fases e também acompanhar esse processo de vacinação de forma mais célere", garante Denilson Feitosa.


Autor: AMZ Noticias com Assessoria


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias