Sexta-Feira, 17 de Setembro de 2021

Fila de pacientes contaminados com Covid 19 à espera de UTI em Mato Grosso sobe para 76




COMPARTILHE

A fila de pacientes que esperam por leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento da Covid-19 subiu para 76. Até terça-feira (9), eram 73 pessoas na fila. Os dados são da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

No ultimo domingo dia (7) o governo de Mato Grosso pediu ajuda aos outros estados, para transferir esses pacientes com Covid-19 para UTIs, mas nenhum estado respondeu oficialmente sobre o pedido de ajuda.

Enquanto isso, o governador Mauro Mendes (DEM) anunciou na quarta-feira (10), durante entrevista coletiva, a abertura de 500 leitos clínicos com ventilação mecânica e 160 de UTI para atender pacientes com Covid-19. Também anunciou a liberação de R$ 69,8 milhões aos municípios, em até cinco dias, para a contratação de profissionais de saúde, medicamentos e outras despesas necessárias para colocar os leitos em funcionamento.

COVID-19 EM MT -  Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (11), 269.155 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 6.222 mortes em decorrência do coronavírus. Foram notificadas 2.104 novos casos de Covid-19 e 49 mortes nas últimas 24 horas.

Dos 269.155 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 11.939 estão em isolamento domiciliar e 249.188 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 468 internações em UTIs públicas e 484 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 96,3% para UTIs adulto e em 61% para enfermarias adulto.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias