Sábado, 19 de Junho de 2021

Polícia Federal deflagra operação de combate ao crime de pedofilia em Parauapebas




COMPARTILHE

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (29), a Operação ‘’Atrocitas’’ com o objetivo de coibir a prática dos crimes de estupro de vulnerável, bem como os crimes de produção e armazenamento de material pornográfico infantil.

A ação, coordenada pela Delegacia de Polícia Federal da cidade de Marabá, no sudeste do Pará, teve como objetivo  cumprir um mandado de prisão preventiva e três mandados de busca e apreensão na residências de pessoas suspeitas de envolvimento com o crime de pornografia infantil na internet.

De acordo com a Polícia Federal cerca de 18 agentes federais participaram da operação que ocorreu nas cidades de Parauapebas, Viseu e Senador Canedo no Estado do Goiás. A ação policial foi fruto de investigações que iniciaram a partir de relatório produzido pelo Núcleo de Repressão aos Crimes de Ódio e à Pornografia Infantil na Internet da Polícia Federal setor especializado no combate a abuso sexual infantil.

Com o aprofundamento das investigações verificou-se que o abusador se valia da convivência íntima com as crianças para encontrar oportunidades para estuprá-las e fotografar as cenas, armazenando as imagens em aparelhos telefônicos e servidores na internet. Durante o cumprimento das medidas foi constatado o armazenamento de fotos e vídeos com conteúdo relativo à pornografia infantil, sendo assim foi realizada a prisão em flagrante do envolvido.

Os agentes federais apreenderam  durante a ação 1 notebook, 1 videogame com HD interno, 15 HDs externos e 10 pendrives. O material apreendido vai  passar por perícia especializada da Polícia Federal para averiguar se possuem conteúdo criminoso armazenado nos mesmos. Atrocitas é o termo em latim para atrocidades, ação repleta de perversidade, crueldade. As investigações seguem em andamento. Comunicação Social da Polícia Federal em Marabá


Autor: AMZ Noticias com Assessoria


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias