Sexta-Feira, 30 de Julho de 2021

Venda de imóveis sobe 48% e setor imobiliário de Cuiabá registra melhor índice dos últimos 5 anos




COMPARTILHE

A venda de imóveis em Cuiabá aumentou 48% no primeiro trimestre deste ano em comparação com 2020. De acordo com um levantamento feito pelo Sindicato da Habitação de Mato Grosso (Secovi), o índice é o melhor do setor nos últimos cinco anos.

Segundo o levantamento, foram vendidas 2.782 unidades, entre casas e apartamentos, novos e usados, nos primeiros três meses deste ano. No mesmo período do ano passado, foram 1.874 unidades vendidas. A movimentação financeira também apresentou aumento expressivo. Foram 963 milhões transacionados entre janeiro e março de 2021, também o maior valor desde 2016. No mesmo período do ano passado, foram 655 milhões.

De acordo com presidente do Secovi, Marco Pessoz, houve um movimento muito grande na compra de lotes e casas em condomínio fechado e de apartamentos. Esse aumento na procura também influenciou nos lançamentos. "Após 2014, houve uma grande queda de vendas, o mercado quase parou. Os empreendimentos lançados nesse período foram os populares, porque os incentivos permaneceram. Os outros foram suspensos em função da alta nas taxas de juros e na alta inflação".

"Isso foi influenciado pela queda na taxa de juros, na inflação e, consequentemente, nas taxas imobiliárias, que atualmente são as mais baixas da história. Todos esses fatores impulsionaram as construtoras a lançar empreendimentos. Havia uma demanda represada que começou a ser recuperada a partir de então", diz ele.

Em 2020, houve quase 20 novos empreendimentos lançados, que representa um volume expressivo. Quanto aos preços, Pessoz diz que as alterações são é muito relativas. "Houve uma média de aumento de 30% a 50% no custo dos lotes de condomínio fechado, mas foram casos pontuais. Já o preço de venda de casas teve aumento de 20% a 30%. Os apartamentos não tiveram alterações no custo. Foram casos e casos, não há como afirmar um aumento geral. Mas o que percebemos é que os lotes em residenciais e condomínio fechados tiveram uma maior valorização na capital", afirma.


Autor: Kethlyn Moraes com G1


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias