Sexta-Feira, 17 de Setembro de 2021

Governador de Mato Grosso diz que “Não se vacinar contra a Covid é como cometer suicídio”




COMPARTILHE

O governador Mauro Mendes (DEM) subiu o tom para criticar as pessoas que, mesmo aptas a se vacinarem contra a Covid-19, estariam resistindo a buscar a imunização. Ele afirmou que tal decisão pode ser vista como um ato de suicídio.

A declaração foi dada nesta segunda-feira (30), durante evento no Palácio Paiaguás, quando Mendes foi questionado sobre as medidas tomadas em Rondonópolis para impedir a entrada de pessoas sem vacinação completa no comércio, uma espécie de “passaporte da vacina”. “As pessoas têm o direito até de se matar, quem dirá a se vacinar. Quantas pessoas não atentam contra a sua própria vida? Quantas pessoas não cometem suicídio? É lamentável, mas cometem”, disse.

“Eu acho que quem não está vacinando está aumentando o risco. Para mim, não vacinar é como voluntariamente cometer suicídio”, completou. Para Mendes, é “lamentável” que esse tipo de exigência tenha que ser feita, mas pior ainda é ter pessoas recusando a vacina. “E está comprovado no mundo inteiro que as mortes estão acontecendo nos grupos daqueles que não vacinaram”, afirmou.

O governador admitiu, ainda, que está estudando a adoção de medidas similares às tomadas no Ministério Público do Estado (MPE) no âmbito da administração estadual, como forma de reforçar a proteção entre os servidores públicos. “Vamos pensar nos nossos servidores: não se vacina, se contamina, fica 14 dias em casa e não trabalha. Aí, pode ficar mais doente, são mais 30 dias de atestado”, disse.

“Se tem hoje uma vacina que estabelece clara e comprovadamente uma diminuição gigantesca de você ter sintomas mais graves ou ser hospitalizado, você tem que adotar essas medidas, senão você está cometendo um ato que pode causar lesão ao interesse público, ao interesse da própria sociedade”, concluiu.

Vacinação em MT -  Dados do Governo do Estado sobre a cobertura vacinal contra a Covid-19 mostram que 25,39% da população mato-grossense apta a ser vacinada já foi imunizada. Conforme o Estado, mais de 680 mil mato-grossenses já completaram o ciclo de imunização, ou seja, receberam as duas doses da vacina – no caso da Coronavac, AstraZeneca e Pfizer – ou a dose única da Janssen.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias